terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Posso Falar?

"No dia 26/11/10, começou uma “guerra” dentro dos complexos do Alemão e Penha, no meio delas estão as pessoas que moram dentro desses complexos, gostaria que o Estado não viesse aqui só com Política de Segurança Pública, teria que trazer políticas publicas de QUALIDADE, não simplesmente fazer um projeto “MEGALOMAÍACO” de transporte que de nada beneficiará a comunidade, pois não há uma Política integrada de transporte dentro das comunidades. O Estado poderia integrar todos os transportes já existentes como os Mototaxis e Kombis."


Maycom Brum (morador do Morro do Alemão)

Posso Falar?



A Secretaria de Segurança montou uma ouvidoria para apurar as denúncias dos moradores do Alemão que acusam policiais de abusos -inclusive roubo à residências- no interior da comunidade.Vamos ver se o 'SAF'( serviço de atendimento ao favelado) instalado no 16º BPM vai funcionar, duvido muito, pois quem recebe as queixas são policiais.

Marco Rey (morador do morro do Alemão)

Entrevista para TV BRASIL

Comitê de Desenvolvimento Local da Serra promove diálogo entre Poder Público e Sociedade Civil

Se as propostas e o posicionamento permanecerem em cada um que participou da reunião de apresentação da “Agenda Sócioambiental Propositiva para o Território da Serra da Misericórdia e conjuntos de Favelas do Alemão e da Penha”, podemos começar a vislumbrar um futuro promissor para um projeto de desenvolvimento e valorização territorial dessas regiões, afinal, representantes da sociedade civil e poder público dialogaram frente a frente sobre propostas apresentadas pelo Comitê de Desenvolvimento Local da Serra da Misericórdia - CDLSM, movimento organizado composto por instituições locais que desenvolvem atividades em suas respectivas comunidades no Complexo do Alemão.

Depois de todo alvoroço concentrado nos últimos acontecimentos no Alemão, uma diversidade de assuntos relacionados ao tráfico de drogas foram abordados como principais problemas daquele território. Sem questionar tal opinião, o CDLSM criou esse documento que mostra que não é apenas com ocupação militar que se alcançará a transformação social e trouxe para o debate coletivo envolvendo todos aqueles que se dizem interessados no desenvolvimento humano para essa comunidade.                                                                                                                               


O Diretor do Instituto Raízes em Movimento, Alan Brum, fala em que realmente se traduz este encontro.
Assistam ao vídeo:

video

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

“Nunca vi nada parecido, blindado das Forças Armadas Brasileira passando em frente a minha casa, subindo a Avenida Central e destroçando um automóvel que até hoje está no mesmo local. Parecia mesmo, por alguns segundos, que o campo era de guerra. Para quê exatamente? Meu desejo é um só: Políticas Públicas eficazes para o Complexo do Alemão. Atenção para saúde, educação e trabalho para toda população.”

David Amen (morador do Morro do Alemão)   
“Na minha opiniao a midia ta querendo esconder o que realmente ta acontecendo. Quando moradores acenavam bandeiras brancas escrito paz antes da invasão não significava que os moradores queriam que o local continuasse em paz. Há muita arbitariedade ainda a se descobir....”

MC Rico (Morador da Pedra do Sapo)

Campanha "Posso Falar?"



















O Comitê de Desenvolvimento Local da Serra da Misericórdia, por conta dos últimos acontecimentos nos Conjuntos de Favelas do Alemão e da Penha, lança a campanha "Posso Falar?", para que moradores possam expor o que passaram e o que estão passando após a ocupação militar dos conjuntos de favelas. Esta seção não se pretende um espaço de denúncia contra ações policiais, mas de relatos pessoais - que podem ou não ter esse tipo de conteúdo.

Se você quer falar, fique à vontade, porque aqui, você PODE FALAR!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Instituições confirmam presença para a reunião de hoje

Instituições  aderem a reunião de "Apresentação de uma agenda propositiva de ações sócio-ambientais para o Complexo do Alemão" que ocorrerá hoje, as 15h, na sede do Instituto Raízes em Movimento.

Este encontro é proposto pelo Comitê de Desenvolvimento Local da Serra da Misericórdia representado por instituições locais que atuam no Complexo do Alemão.


Organizações que já confirmaram participação:


LOCAIS
  • Associação Parque Everest
  • Associação Luta Pela Paz
  • Associação de Mulheres de Inhaúma
  • Centro Reviver Mulher
  • Clube dos Adolescentes
  • Instituto Vida Real
  • Educap
  • Nascimento Para o Bem
  • Movimento Cultura Já
  • Rádio Clube de Inhaúma
  • Associação Comunitária das Ruas Malacacheta, Lume de Estrela e Adjacência
  • Creche Comunitária João Teixeira
  • Creche Novo Paraíso

PODER PÚBLICO
  • SEASDH - Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos
  • Casa Civil do Estado do Rio de Janeiro
  • SEC - Secretaria Estadual de Cultura
  • SEDES - Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Solidário

QUE APOIAM
  • Tortura Nunca Mais
  • Fase
  • Ibase

Instituto Raízes em Movimento
Rua Diogo de Brito, 245 - Ramos (Rua em frente a Grota)
Tel: 3867-4629

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Fotos do Complexo do Alemão durante ocupação militar



As fotos são de Maycom Brum, morador do Alemão e integrante do Instituto Raízes em Movimento. A reprodução é permitida, desde que citada a fonte. Se reproduzir, entre em contato conosco: comitedaserra@gmail.com

Comitê realiza encontro com poder público

Será realizado encontro de articulação do Comitê de Desenvolvimento Local da Serra da Misericórdia, junto às instituições da sociedade civil, para promover o diálogo com o Poder Público apresentando a proposta de uma agenda propositiva no próximo dia 02 de dezembro (quinta-feira) às 15h na sede do Instituto raízes em Movimento (Rua Diogo de Brito, 245 – Ramos).

As instituições locais, de atuação mais ampla e os cidadãos que apoiam essa posição coletiva podem aderir (e assinar a nota abaixo) enviando email para comitedaserra@gmail.com.

Os veículos de imprensa interessados em cobrir o encontro de quinta-feira devem entrar em contato pelo telefone (21) 3867-4629 ou pelo email comitedaserra@gmail.com